Browse Category

Sem categoria

Alta PerformanceEmpreendedoraEmpreendedorismoFamíliaSem categoria

Uma característica que todo empreendedor precisa ter!

posted by Andréa Aguiar Maio 16, 2016 0 comments

Se você pudesse escolher 1 qualidade que todo empreendedor precisa ter ou desenvolver, qual seria?
Eu estava pensando sobre isso, porque a gente tem tanta ideia, tanta criatividade, tanta vontade de fazer algo com a nossa cara, mas nem sempre a gente consegue tirar essa ideia do papel, quiçá da nossa cabeça, né!

Empreender, de uma maneira bem geral, é a vontade de dar vida a um negócio, e viabilizá-lo. Então, qual é essa coisinha que faz você ir além? Que faz a gente ir de um ponto “x” para um ponto “y” na vida?
Minhas últimas experiências me levaram a crer que essa ‘coisinha’ é a tantas vezes é ignorada, e não valorizada pelos criativos, que é a DISCIPLINA!

Sim, senhor!

Disciplina.

Aquilo que os colégios, nossos pais, passaram a vida tentando nos ensinar, mas que muitas vezes não conseguiram pela maneira que eles nos impõem a disciplina como obrigação, e não como ferramenta fundamental para realização de qualquer plano, de qualquer sonho. E como tudo que é obrigação passa a ser chato, nós “criativos”, passamos a renegar.

Pois bem, eu tive que aprender errando. Eu precisei perder o timming das ideias porque não tive disciplina para dar vida a elas, para internalizar a necessidade de implementá-la na minha vida diária.
Afinal de contas, é muito papel que a gente precisa exercer: empresária, empreendedora, administradora, marketeira, e ainda, sermos mãe, filha, dona de casa, estudante, namorada, esposa, enfim. É muito papel pra uma empreendedora só. O bom é que empreendendo, não existe vida profissional e vida pessoal, afinal de contas, tudo é VIDA. Vamos nos disciplinar para colocar nossos sonhos em prática!

Disciplina, chegue cá que eu não te largo mais.

EmpreendedoraEmpresáriaFamíliaLifestylePropósitoSem categoria

Brasil x Empreendedorismo 

posted by Andréa Aguiar Novembro 19, 2015 0 comments

“Brasileiro não sabe empreender, brasileiro não é ensinado a empreender. Universidades, as melhores do Brasil, como USP, Unicamp, não ensinam o aluno a empreender. Para o brasileiro, concurso público, fazer carreira em grandes empresas, é o singnificado de sucesso.”

Rosana Fernandes, CEO da Baita. Ela mesma uma ex-executiva de uma grande indústria, que abandonou a carreira para tornar-se mentora de uma startup nos idos de 1980(!), e hoje está à frente da Baita, aceleradora de startups, onde trabalha para mudar a realidade do Brasil e do mundo. 

É a fraca! #jávireifã
Vamos mudar o Brasil, galera?! 

 

Sem categoria

colocar título aqui #23

posted by Andréa Aguiar Agosto 13, 2015 0 comments

10403491_418528514996014_3784975637220996363_n

Ela era analista de treinamento de uma empresa de telecomunicações. Gerenciava equipes, era responsável por treinamentos motivacionais, e pela redação de projetos onde criava, do zero, novas estratégias para a atuação da empresa. Com esses projetos, ganhou três prêmios nacionais da Agência Brasileira de Telecomunicações e 1 prêmio Internacional. Fez pós-graduação em gestão de pessoas. Era super dedicada.

Nessa jornada, Ana conquistou muito: respeito, prêmios, amigos. Mas, não estava realizada, não estava feliz. Trabalhava uma média de 9 horas por dia. Nos momentos de pique, eram finais de semana, madrugadas, tinha hora para começar, não para terminar. Era muito cobrada e recebia muito pouco em troca. Tinha que gerenciar grandes equipes, capacitar líderes, enquanto ela mesma não tinha perspectiva de crescimento, remuneração que não correspondia à responsabilidade das atividades acumuladas, etc, etc etc. Alguém aí se identificando?!

Por outro lado, Ana sempre teve uma paixão. Beleza. Era consumidora voraz de produtos, cursos, sempre acompanhava o que o mercado oferecia em termos de tecnologia e novidades. Começou a fazer tratamentos nos cabelos da filha, das cunhadas, da irmã. Adorava aquele tempo que ficava imersa nesse universo. Quanto mais conhecia, mais amava. E essa paixão começou a ganhar novas formas. Ela ventilou trocar uma carreira ‘respeitada’ e ‘reconhecida’ para se tornar cabeleireira. Imagina o rebuliço na família?! “Espero que você tenha certeza absoluta da sua decisão” foi o mínimo que ela escutou.

Movida pela coragem, e pelo apoio do marido e da filha, ela planejou, e se organizou muito para essa reviravolta. Não foi do dia para a noite. Até hoje Ana sente um frio na barriga quando relembra esse momento. Pediu demissão, hoje atende suas clientes em casa. Eu mesma sou cliente fiel. Adoro!

Essa semana estávamos eu e ela, às 9h da manhã de uma segunda-feira falando dos nossos desafios como empreendedoras, eu, fazendo meu planejamento semanal, e ficando com o cabelo lindo e brilhoso kkkkk Bom, né?! Ana se realiza a cada sorriso das clientes. Eu mesma digo, ela mudou minha relação com meu cabelo num tratamento que ela fez no começo do ano.

Da carreira anterior, ela trouxe a ‘mania’ de estudar, de se especializar: todo mês faz algum curso, investe em novos produtos. A incerteza do amanhã? Existe. Na verdade, sempre existiu, não é? Mas o trabalho quando é feito com amor e dedicação supera qualquer crise e faz o HOJE, o AGORA ter todo sentido. O lema de Ana é que quando se trabalha com o que se ama, não se espera o fim de semana para ser feliz. Dia de ser feliz é todo dia!

‪#‎inspiraçõesdodiario‬