Browse Category

Relaxando

BusinessMãeRelaxando

Relaxando, mas… Sem deixar a paixão pelo empreendedorismo de lado.

posted by Andréa Aguiar Agosto 13, 2015 0 comments

Sexta-feira.

Dia de happy hour, tomar um vinhozinho… descontrair, né?!

Lá em casa, nem toda sexta dá pra sair, encontrar os amigos. Questões de logística. Então, quando ficamos em casa, tentamos pelo menos criar um clima pra dar à sexta uma cara diferente dos outros dias da semana.

Sexta passada decidimos pedir uma comidinha japonesa, que eu AMO, e íamos assistir algum filme no Netflix.

É… Íamos…

Quando ligamos a tv, ela estava no GNT, e ia começar a passar um programa: SOS Salvem o Salão! Aí, a louca aqui, grita pro marido “não mudaaaa”, vamo assistir esse programa, é massa!” Vocês podem imaginar a cara do meu marido me olhando, dizendo que um programa com esse nome, seria massa também, para ELE. *.* Mas, se tem uma coisa que eu aprendi nessa vida, foi a escolher informações relevantes de acordo com o público alvo. Expliquei o que era legal para ele (escolhendo bem as palavras), e ele topou que nossa noite com clima, fosse assistindo SOS Salvem o Salão!

Gente, sem brincadeira, vocês já assistiram? Esse programa é maravilhoso pra qualquer pessoa que tenha um negócio, ou que pense em ter, ou que simplesmente goste de programas de mudança de vida.

Mariana Weickert e outro apresentador, que é também cabelereiro, Ricardo dos Anjos, chegam num salão que está quase fechando as portas e fazem uma consultoria em todas as áreas do negócio, para que eles saiam do fundo do poço. Eu adoro assistir porque é incrível que independente do ramo do negócio, os problemas são MUITAS vezes, O MESMO.

– Não saber separar as finanças do negócio, das finanças pessoais.
– Ter clientes, mas o negócio não ser sustentável.
– Não saber precificar os produtos.
– Não saber criar parcerias.
– Querer oferecer todos os serviços do mundo, e não contabilizar o investimento necessário para viabilizar o estoque.

Gente, é uma aula! E no final do programa, ver a mudança de ânimo dos proprietários, é incrível.

Quantas e quantas vezes, a gente está cheio de boas intenções, de boas ideias, de planos, mas simplesmente não consegue implementar? Vir alguém de fora, analisar, diagnosticar e propor pequenas mudanças, é capaz de mudar completamente a roupagem e o impacto do negócio.

Até meu marido gostou do programa. Olhaí, acabou sendo um ótimo programa para sexta-feira e para a vida. 🙂

‪#‎businesslover‬

Relaxando

Têm dias que…

posted by Andréa Aguiar Agosto 13, 2015 0 comments

Acordar, brincar com os filhotes, tomar café-da-manhã e ir trabalhar. Normalmente, é o começo de mais um dia empolgante e animado, quando nos demos o direito de escolher trabalhar com o que nos faz feliz.

Mas, hoje não foi assim.
Levantar da cama foi uma luta, ter disposição pra sentar no chão e brincar de lego, parecia coisa de ficção científica.
Tomei café e nada.
Pensei: quando eu for trabalhar, melhora.
Já no escritório, tomei dois (!!) cafés, nada.
Olhava pro computador, nada.
Selecionei uma playlist bacana pra escutar, nada.
Fui almoçar, nada.
Então lembrei: eu posso me dar ao direito.
Peguei o carro e vim pro cinema.

Té mais tarde, mundo!

Vou voltar com o astral que meus clientes mereçem. ?

+++++++++

Ah, e ainda comprei chocolate! ? yeahhh

FamíliaParceriaRelaxando

Cônjuge e sócio? Pode?

posted by Andréa Aguiar Agosto 13, 2015 0 comments

10494610_433953950120137_8958954039022222215_n

Se é data comercial ou não, o que eu acho é que qualquer dia, ou razão, ou motivação para falar, dar e multiplicar amor é mais do que bem-vinda. Eu mesma sou bem preguiçosa para datas de uma maneira geral. Se brincar, até aniversário eu deixo passar em branco. Mas ainda bem que tem gente que a gente ama pra cuidar de nós, dar aquela sacudida e fazer aquele numerozinho a mais no calendário, ter um sentido especial.

Hoje, poderia ser mais um desses dias, que para mim, ia passardespercebido.

Mas eis que ontem eu tive uma noite diferente.

Depois de quase um ano acordando várias vezes por noite, seja para amamentar, seja para acodir de algum sonho, seja para trocar uma fralda ou para dar uma mamadeira a um dos meus filhotes. Ontem eu e meu cônjuge passamos uma noite fora de casa, sem babá eletrônica, gente! Kkkkk Uma noite sem sobressaltos. Um presente, um mimo, do meu maridón. Amei, né?! Melhor presente eu não podia ter ganhado! Ele acertou em cheio ?

E saindo da rotina, eu me deparei com o jornal impresso do dia, um antigo, mas atualmente esquecido, companheiro. E dei de cara com essa manchete do Diario de Pernambuco: “e eles foram sócios e felizes para sempre”. Achei o máximo!

Na matéria, eles pegaram alguns personagens que são sócios e namorados ou casados, não necessariamente nessa ordem, e contaram um pouco do que fez cada um deles, levar essa parceria privada para o profissional. Bem como, os desafios de manter em equilíbrio o amor e os negócios.

Ai, gente, confesso que em cada história daqueles casais, eu vi um sonho materializado. Uma ideia que tomou forma e ganhou o mundo. Confesso que fiquei um pouco decepcionada pelo tamanho da matéria. Eu queria mais. Ler mais. Saber mais. Sobre eles, sobre seus negócios, sobre suas vidas. Acho que sou meio voyeur nesse sentido. Simplesmente amo conhecer a história por trás de uma marca, de um empreendimento. O Diario arrasou na pauta, mas me deixou com gostinho de quero mais.

E comecei a refletir sobre a importância dos nossos parceiros, nos nossos negócios. Como é importante pra quem empreende ter um ponto de equilíbrio. Alguém pra recorrer quando a dúvida ou a insegurança batem à nossa porta. Isso acontece sempre? Humrum, tantas vezes.

Eu não tenho sóci@, mas tenho um assessor, consultor. Meu google e corretor de ditados populares (que eu nunca decoro), que me aguenta quase 24h falando do meu trabalho, e do meu sonho de viver fazendo o que gosto, da maneira que gosto, com a minha cara.

Esse post é em homenagem a todos os sócios e sócias por tabela que ajudam esses empreendedores sonhadores a segurar a peteca! Em especial, a você, môre.