Browse Category

Propósito

DeterminaçãoEmpreendedoraFocoLifestylePropósito

A simples diferença entre conseguir e não conseguir viver do que ama.

posted by Andréa Aguiar Agosto 26, 2016 0 comments

“Ah, ela tem costas quentes!”

“Pense numa pessoa que nasceu com a bunda virada pra lua”

“Só pode ter um padrinho que abra as portas pra ela”

“Sorte danada, fez sucesso da noite pro dia”

Essas e taaaaantas outras coisas que a gente escuta sobre quem está sob os holofotes. Aí a gente lê uma entrevista dessa e vê que o buraco é tãaaao mais em baixo. Eu mal assisto televisão, nunca assisti ao Masterchef, mas sou fã de Paola Carosella pelo que leio e o pouco que vejo dela em vídeos aqui na internet.

Olha onde a paixão dela começou. Olha de onde surgiu a vontade de trabalhar com o que ela trabalha. Olha como ela ressignificou toda a dor que sentiu. Olha tudo o que ela enfrentou, e seguiu em frente.

Todo mundo tem chances, mas são as nossas escolhas que definem a nossa vida.

Sobre chances e escolhar

Sobre chances e escolhar

EmpreendedoraEmpresáriaFamíliaLifestylePropósitoSem categoria

Brasil x Empreendedorismo 

posted by Andréa Aguiar Novembro 19, 2015 0 comments

“Brasileiro não sabe empreender, brasileiro não é ensinado a empreender. Universidades, as melhores do Brasil, como USP, Unicamp, não ensinam o aluno a empreender. Para o brasileiro, concurso público, fazer carreira em grandes empresas, é o singnificado de sucesso.”

Rosana Fernandes, CEO da Baita. Ela mesma uma ex-executiva de uma grande indústria, que abandonou a carreira para tornar-se mentora de uma startup nos idos de 1980(!), e hoje está à frente da Baita, aceleradora de startups, onde trabalha para mudar a realidade do Brasil e do mundo. 

É a fraca! #jávireifã
Vamos mudar o Brasil, galera?! 

 

FamíliaLifestyleMãePropósito

Sobre a vida, e o que realmente importa

posted by Andréa Aguiar Setembro 8, 2015 0 comments

Ontem eu estava lendo um livro, cansada, sem atenção, depois de um dia intenso de atividades estilo feriadão: praia, sol e mar. Com meus dois filhotes. Ou seja, muita energia, minha gente! Ui! O dia tinha sido uma delícia, mas às 19h30, a sensação era de que eu não conseguiria chegar ao dia seguinte, parecia que um caminhão tinha passado por cima de mim, e a minha cabeça já estava criando listas mentais de atividades de trabalho para o pós-feriado.

Era um misto de cansaço e desespero por não conseguir relaxar, e com um agradecimento enorme pelos meus filhos. Agradecimento por ter presenciado, nesses dois dias, tantas risadas, sentido tantos abraços e beijos, ver meu filho mais novo tomar caldinho de peixe com areia (é, isso mesmo! Uma loucura!), se jogar nas ondas do mar como se não houvesse perigo algum, ver meu filho mais velho correndo e dançando, aquela dancinha desconexa que só ele sabe fazer. E eu estava lá, presente!

Há um tempo, eu parei pra pensar no que realmente importa na minha vida, o que deve nortear todas as minhas ações e escolhas. Podia ser segurança, conforto, estabilidade, tranquilidade, um sem fim de coisas. Mas, eu decidi que, sobretudo, eu quero ser livre.

A liberdade é meu norte. É o que me faz parar, – quando estou em dúvida de que escolha fazer, que caminho seguir –, e me fazer a seguinte pergunta: “se eu fizer essa escolha, eu ainda serei livre?”

Há dois anos, eu tomei uma decisão doída, cheia de insegurança, e sai da minha zona de conforto, dentro de um emprego fixo, mas que tomava muitas das minhas noites, finais de semana ‘E’ feriados. Hoje, é essa decisão que me possibilita estar presente no dia a dia dos meus filhos, ficar morta de cansada com eles, descobrir qual é o design que eu quero fazer, o tipo de cliente que eu quero ter, o bairro ou o lugar onde eu quero trabalhar. Afinal de contas, o que realmente importa nessa vida?