Browse Category

Empreendedorismo

BusinessEmpreendedorismoEmpresáriaVisão empresarial

A crise é o novo bicho papão.

posted by Andréa Aguiar Setembro 15, 2015 0 comments

Vocês conhecem a história do bicho papão?

Pra quem foi criança na década de 1980, certamente já sentiu medo, ou ficou apavorada com a hipótese de ser sequestrada pelo bicho papão, e ser levada numa kombi, caso saísse de casa sem avisar, ou andasse para longe dos pais na praia, ou qualquer outro comportamento que desobedecesse às ordens superiores.

Pense numa educação moderna e respeitosa! 🙂 Mas, era assim que muitos dos pais impunham limites aos seus filhos.

Aí as crianças crescem, viram adultos e começam a incorporar novos bichos papões às suas vidas. “Abrir meu próprio negócio? Imagina, preciso saber quanto vou ganhar no fim do mês”. O bicho papão vai pegar você se você não trabalhar direitinho nas 8 horas comerciais, e garantir seu sustento no final do mês. “Abrir um negócio agora em plena crise? Tá vendo que não rola. Tá todo mundo fechando as portas”. O bicho papão vai pegar você, se você for contra a maré. “Trabalhar no que amo? Tá vendo que isso é coisa de neo-hippie falando. Esse povo não lê jornal não é?” O bicho papão vai pegar você, caso você se atreva a perder seu tempo descobrindo o que você realmente ama nessa vida, e não garantir seu salário (baixo) no fim do mês.

Eu podia ficar aqui escrevendo mil hipóteses, e as respostas ‘sociais’ que seriam dadas a quem ousasse proferir determinadas frases em plena crise, ou não! Falo disso porque se tem um assunto nessa vida atual sobre o qual eu não consigo ouvir falar é essa tão alardeada “crise”. Entre aspas porque sim, duvide do que lê, duvide do que ouve, duvide do que falam. Essa crise é um belo bicho papão reeditado. Não podemos dizer que nada está acontecendo, mas também não podemos nos paralisar pela possibilidade do bicho papão nos pegar, néam?!

O que eu tenho a dizer sobre isso:

1. Foco!
Toda vez que você vê mais obstáculos do que soluções é porquê você tirou os olhos dos seus objetivos, do que realmente importa. (Matheus, Nelson.)

Ontem, eu estava divagando sobre como todo esse blablabla de crise nos contamina negativamente, a gente começa a questionar nossos caminhos, nossas escolhas. Se eu to delirando, investindo no crescimento da minha empresa em plena “crise”. Mas, ao mesmo tempo com raiva, porque eu não quero saber dela, já disse: A crise não entra na minha vida! Pode rir, mas no final é isso. Para a maioria dos mortais, a crise é escolha. Há quem perde, há quem se reinventa e há quem ganha (e muito!).

2. Faz o teu!
O que existe aí fora, sempre existirá, de uma maneira ou de outra. Seja crise, seja violência, seja trânsito caótico, seja falta de amor, de gentileza… A nossa ingerência individual sobre isso é pequena. Mas, o que você faz, na sua vida, para ter a vida que você realmente quer? Como é que você trata as pessoas ao seu redor para ser tratada da forma como você acha legal?

Faz o teu, que é onde você tem 100% de poder sobre o que você enxerga no mundo.

3. Sempre é tempo de mudar!
Eu acho que praticamente todos nós temos idade suficiente para termos presenciado toda sorte de crises. Econômica, política, pessoas, social. Já enfrentamos um sem fim de problemas. Aí quando paramos para analisar como cada um saiu, depois de entrentá-las começamos a enxergar as diferenças. Problemas seeeempre existirão, encontrar a melhor forma de lidar com eles, é o segredo da vida.

Vamos à luta, e manter o foco que é o melhor que fazemos por nós, e por nossos negócios!